O tempo escasseia...


O tempo escasseia…. Cientistas, ”profetas”, falam do fim dos tempos ou melhor dizer o fim de uma civilização. Já entramos no novo ciclo e na nova era, a era de Aquário.

Nestes tempos conturbados, de grandes mudanças a nível da humanidade, a nível do planeta, a nível das consciências, precisamos mudar o nosso nível de ser, o nosso nível de vibração.

Para que isso aconteça precisamos efectuar uma transformação interior, trabalhar sobre nós mesmos. É necessário mudar a nossa forma de pensar, de agir, de falar. Tomar continuamente consciência das nossas dúvidas, medos, sofrimentos, tristezas, a nossa falta de fé e confiança em nós-mesmo.

Esse trabalho deve ser constante com a ajuda da força de vontade, da coragem, da persistência para nos transformar, criando e cultivando a paz, a alegria, a sabedoria, a harmonia, o Amor, com a consciência do nosso sol interior.

Neste blogg podem encontrar alguma orientação. Mas o site http://www.ducielalaterre.org/ é muito mais completo.

Anna Carolina

terça-feira, 15 de março de 2016

A generosidade

 
«Qualquer pessoa que eleve o seu nível vibratório, que abra o seu coração ao Amor, que se alivie de várias camadas de protecção contra o exterior, contra os outros, consegue sentir uma maior sensibilidade. Todas as protecções são inúteis para aquilo em que se vão tornar, mas úteis para a vossa dimensão, e existirão cada vez menos em todos os Trabalhadores de Luz, em todos aqueles que caminharem dia após dia e cada vez mais depressa para a ascensão.
Uma alma que não está desperta, que não tem Amor, não tem verdadeira generosidade. Não queremos ser categóricos porque a generosidade pode aplicar-se de mil e uma maneiras. No entanto a verdadeira generosidade, a do coração, só pode vir de uma alma evoluída. É mais correcto expressá-lo desta forma.
Pedimo-vos para continuarem a ser generosos, generosos com vós mesmos, com a vida e com tudo o que vos rodeia.
O egoísmo é uma energia que vos puxa para baixo. A generosidade é uma energia que impulsiona para cima. A generosidade faz parte do Amor Incondicional. Não pensem que são demasiado generosos ou que deveriam sê-lo um pouco menos. Dêem em função do que sentem. No entanto em todas as coisas é preciso ter discernimento.
Os antigos sábios terrestres diziam que havia uma lei: aquela que dá e que recebe em troca. Quando dão podem aplicar a lei da troca que se pode manifestar por um sorriso, por um obrigado, por um mm carinho.
Quando dão, não precisam necessariamente receber em função do que dão, mas a troca deve existir de uma forma ou de outra.
Os povos que não tinham como vocês o que chamam de dinheiro (como os povos do deserto que viviam antigamente, mas que também eles foram apanhados pela vossa civilização actual) traziam um punhado de areia como agradecimento da dádiva ou da ajuda que tinham recebido.
Podem manifestar a vossa gratidão pela ajuda que receberam de mil e uma maneiras.
Os homens, muito em breve, deverão aplicar a generosidade de uma forma que nem podem suspeitar.
A generosidade fará parte da vida, da sobrevivência, e é preciso ensinar àqueles que não estão despertos para essa generosidade a tornarem-se generosos fazendo de maneira que se possam dar conta da dádiva do outro, seja uma dádiva de natureza, seja uma dádiva pessoal na energia, no tempo que dão aos outros. A dádiva tem mil e um rostos.
Nós, há tantos, tantos e tantos anos que vos damos, mas também recebemos tanto de vocês! No entanto não recebemos nada materialmente porque isso não pode acontecer entre dois mundos tão diferentes, entre o mundo da matéria e o mundo do espírito. Como se pode fazer essa troca?
Quando vos vimos avançar, quando vos vimos orar, quando vimos que chamam por nós, que nos agradecem, a troca cumpriu-se.»

Pode reproduzir o texto seguinte e dar cópia dele sob a seguinte condição:
  • que não seja cortado
  • que o seu conteúdo não seja modificado
  • que faça referência ao nosso site http://ducielalaterre.org
  • que o nome de Monique Mathieu seja mencionado

Sem comentários:

Enviar um comentário