O tempo escasseia...


O tempo escasseia…. Cientistas, ”profetas”, falam do fim dos tempos ou melhor dizer o fim de uma civilização. Já entramos no novo ciclo e na nova era, a era de Aquário.

Nestes tempos conturbados, de grandes mudanças a nível da humanidade, a nível do planeta, a nível das consciências, precisamos mudar o nosso nível de ser, o nosso nível de vibração.

Para que isso aconteça precisamos efectuar uma transformação interior, trabalhar sobre nós mesmos. É necessário mudar a nossa forma de pensar, de agir, de falar. Tomar continuamente consciência das nossas dúvidas, medos, sofrimentos, tristezas, a nossa falta de fé e confiança em nós-mesmo.

Esse trabalho deve ser constante com a ajuda da força de vontade, da coragem, da persistência para nos transformar, criando e cultivando a paz, a alegria, a sabedoria, a harmonia, o Amor, com a consciência do nosso sol interior.

Neste blogg podem encontrar alguma orientação. Mas o site http://www.ducielalaterre.org/ é muito mais completo.

Anna Carolina

domingo, 31 de janeiro de 2016

Lição de preparação para o futuro

 
 
«O que, para vocês, é ilusão hoje, será uma realidade amanhã porque terão mudado totalmente as percepções, os planos de consciência e a frequência vibratória.
Damo-vos um exemplo: estamos junto de vocês. Asseguramo-vos que junto de vocês há muito mais seres do que supõem: nós, os vossos irmãos de Luz; os vossos respectivos guias e também aqueles que têm a autorização de vir a este lugar e que vos amaram, mas que não se manifestam sempre para não perturbarem o que temos para vos dizer. Se, no momento, as vossas percepções mudassem e pudessem ver-nos, isso causaria muito mais estragos que proveito para a vossa evolução. Quando o vosso centro de força emocional ficar suficientemente estável, as coisas serão diferentes para vocês.
Para chegarem a essa estabilidade emocional, devem adquirir a mestria. O que sobretudo vos aconselhamos, porque agora é possível, é pedir ajuda ao Ser extraordinário que são, ao Ser de Luz, ao Ser Divino, quando estão desestabilizados a nível emocional. Estejam certos que quanto mais lhe falarem, mais ele responderá e vos ajudará.
Comecem por pequenas coisas que desejam realmente livrar-se e peçam-lhe a ajuda até ficarem livres do que não é mais útil na vossa vida, seja um sofrimento ou uma desarmonia.
A nível dos sofrimentos e das desarmonias, tudo tem uma utilidade. Essa utilidade, neste fim de ciclo, é para despertarem, para tomarem consciência do vosso poder interior: também é para que possam pedir a vós mesmos a ajuda que vos é necessária. Não peçam essa ajuda com a mente! Tentem pedi-la como uma criança que pede algo ao seu pai ou à sua mãe, com a certeza que receberá o que pediu.
Considerem que o corpo de Luz da vossa alma e o vosso corpo divino são os vossos pais. Vocês são uma criancinha que se encontra no interior de uma imensa esfera de Luz na qual se encontra a vossa alma e o vosso Divino. Considerem-nos como o vosso pai e a vossa mãe. Claro, não é exactamente a realidade, mas usamos essa comparação para que compreendam melhor o que dizemos.
Peçam a esse “pai” e a essa “mãe” de Luz a ajuda que precisam para esta ou aquela coisa que devem compreender, expelir ou transcender. Como pais que amam, podem eles recusar a ajuda ao seu filho? Vocês não têm consciência do que são!
Agora vamos falar do vosso corpo de Luz, do vosso Merkabah, porque ele é uma realidade absoluta. É o vosso verdadeiro veículo que vos pode permitir viajar no universo; é como a vossa nave pessoal.
Quem se encontra nessa nave pessoal? Vamos usar a mesma comparação: o vosso “pai” e a vossa “mãe”, isto quer dizer o vosso Divino e a vossa alma! Algures nessa nave, existe um ser pequenininho, como uma criancinha, a vossa parte humana que ainda não despertou. Essa parte humana tem consciência de uma outra realidade dela mesmo, mas ainda não tem forças suficientes para ir para essa outra realidade, para integrá-la bem.
As Hierarquias de Luz que vos amam tanto decidiram ajudar-vos a retomarem posse da vossa totalidade. Elas decidiram que não devia mais haver separação entre a vossa parte humana, a vossa alma e a vossa Parte Divina, porque na dimensão para a qual vão, reencontrarão a vossa realidade e a vossa unidade.
Vão fazer uma pequena viagem connosco.
Vão tentar visualizar uma magnífica esfera de Luz. Podem visualizá-la redonda ou um pouco oval, (a forma não tem muita importância).
Nessa esfera de Luz encontram-se duas entidades de Luz: uma é a vossa alma que veste um corpo de Luz muito deslumbrante, muito luminoso. Essa alma tem a possibilidade de passear em todas as vossas multidimensionalidades, mesmo a mais “pequena”, ou seja, a densidade da dimensão. Ela tem vontade de vos levar pela mão e dizer-vos: “vem comigo, vou mostrar-te como é maravilhoso além da matéria, além do que és como pequeno humano.
Ela toma uma forma um pouco física para vos acalmar. Tem a meiguice e o Amor da vossa mãe, e ela leva-vos agora a espaços de Luz e de beleza onde não há limitações, onde podem sentir extraordinárias energias de Amor, pureza e beleza.
Ela diz-vos: “agora, vamos continuar a viagem. Vamos ver o vosso pai, aquele que está comigo na esfera. Somos os vossos pais luminosos, das outras partes de vós mesmos, porque somos vocês”.»
Agora vejo luzes resplandecentes de várias cores que correspondem aos vossos centros de força. Existem outros que não conhecemos e que não vos posso descrever.
Elevamo-nos verdadeiramente com uma grande ligeireza e um grande poder. Essa mãe, essa alma, leva-nos para uma entidade muito mais luminosa que ela.
O pequeno humano e a alma são acolhidos pelo nosso “pai”, um Ser Divino extraordinário, com um Amor que nem podemos imaginar. Esse ser, que está muito além da nossa dimensão, muito além da matéria, diz-nos simplesmente o seguinte:
«É com uma alegria imensa e um Amor imenso que vos acolho aos dois. Fazem parte de mim, vocês são eu.
Tu, minha alma, és-me preciosa, porque graças a ti posso experimentar a vida, e tu também pequeno humano que amo além de tudo, tu de quem sinto o sofrimento, que tento ajudar mas que muitas vezes não me ouves, tu que em breve serás honrado pelo Amor que procuras em todo o lado à tua volta e que és tu porque estou em ti e que tu estás em mim.
Então pequeno filho da Terra, quando meditas, passeia na tua esfera de Luz, pede ajuda à tua mãe, à tua alma, pede ajuda ao teu pai, o Ser Divino que sou, e verás até que ponto a tua vida mudará.
Relativizarás todos os teus problemas existenciais, porque quando a tua vida for demasiado dura para ti, saberás que podes juntar-te a nós, e saberás que poderemos ajudar-te a crescer, ajudar-te a tomar consciência do que te tornas, ajudar-te a tomar consciência do que realmente és.
Não esqueças o seguinte; por muito pequeno que possas parecer como humano, és imenso porque eu sou tu e que tu és eu. És luminoso porque tens a minha Luz, és um ser de Amor porque projecto em permanência o Amor sobre ti, mas ficas demasiado perturbado pela tua encarnação actual, ficas demasiado envolvido no teu sofrimento.
O teu sofrimento não é sempre aquele que pensas. Não é o sofrimento das tuas experiências que é o mais difícil. O teu sofrimento mais difícil é a falta de mim e da tua alma.
Então, a partir do momento em que aceitares totalmente a tua totalidade, a partir do momento em que, na altura das tuas meditações, viajares no teu veículo de Luz, progressivamente tomarás forma na tua consciência humana e elevarás a frequência vibratória da tua matéria, e pouco a pouco o caminho abrir-se-á a tua frente, e todas as portas da tua alma e do teu Divino estarão abertas.
Pequena entidade terrestre, desperta! Desperta para o que és de sublime, desperta para a tua nova vida, uma vida de Luz, uma vida de Amor.
Nesta Terra, cada ser humano procurou sempre o Amor, o amor afeição, o amor que pode vir daqueles de o rodeiam, mas nunca pensou que o Amor poderia vir do seu Divino, que o Amor estava nele e que podia ficar repleto do interior e irradiar essa vibração em permanência.
Por isso é-vos dada uma ajuda, o vosso Pai Sol projecta sobre qualquer vida deste mundo e no sistema solar como que uma nova semente. Essa nova semente permite que muitos véus sejam dissolvidos. Essa nova energia permitirá muito mais facilmente aos humanos tomarem consciência da sua realidade espiritual, a tomarem consciência que eles existem muito além do humano.
O humano não ficará mais fechado nele mesmo. Amanhã, o humano terá revestido o seu novo manto de Luz e tornar-se-á realmente o Homem de Luz.
Retomamos o que dissemos em relação à vossa nave pessoal. Imaginem que em breve possam “conduzir” essa nova nave, essa nova realidade de vós mesmos, em associação, claro, com a vossa alma e o vosso Divino. Imaginem poderem ir a qualquer ponto do universo. Não é preciso matéria porque o vosso Merkabah, o vosso corpo de Luz, é feito com o Amor da vossa própria Divindade.
Gostaríamos tanto poder fazer com que integrassem e que aceitassem tudo isto, que pudessem projectar-se além do humano! Mas de momento ainda estão demasiado na frequência vibratória da vossa terceira dimensão, mesmo que se escapem cada vez mais. Estão demasiado nessa frequência vibratória porque estão demasiado nas preocupações. Em vez de se abandonarem totalmente à força imensa do vosso Divino, dão todos os poderes à vossa humanidade.
Em breve, o humano estará ao serviço total da Luz e do Amor. A vossa mente, o vosso intelecto e o vosso ego estarão totalmente ao serviço da vossa alma e do vosso Divino. Nessa altura haverá a unidade.
Quando meditarem, quando estiverem no silêncio e na harmonia, tentem reencontrar, como vos dissemos, a vossa alma e a vossa Parte Divina. Tentem percorrer esses caminhos de Luz que são todas as vossas multidimensionalidades. Tentem sentir uma outra vida. Não fiquem mais fechados na vossa matéria física. Libertem-se das vossas correntes, libertem-se dos vossos véus, para que possam realmente tornar-se unidade.
Claro, o que vos dizemos hoje será integrado de forma diferente por cada um de vocês, mas através dessa forma perfeitamente simples de falar-vos do que são, semeamos algumas sementes que desbrocharão em vocês e que iluminarão a vossa consciência.
Mesmo que não se dêem conta, levantamos igualmente um pouquinho o véu para que possam sentir, apreender, mesmo um pouquinho, o que são além do humano.
Isto de facto é uma lição para o vosso futuro. Se não aceitam o que são além do humano, se não criam lugar suficientemente em vocês para integrarem outros dados, outras bases de vida, não suportarão a transição.
Esta preparação é importante, mas o que é igualmente importante é limpar o mais possível todo um passado mais ou menos doloroso, mais ou menos difícil, deixarem remontar à superfície de vós mesmos todos os vossos sofrimentos, tudo o que foi incompreensão e não perdão, e de consumirem tudo isto na Luz do Divino.
De qualquer modo, com todas as energia e a ajuda que recebem não só dos planos de Luz mas também de todas as esferas do vosso sistema solar e além, tudo remontará e tudo ficará iluminado. Os sofrimentos que viveram nesta vida ou noutras poderão remontar à superfície como bolhas que vos aligeirarão. De facto, o que é importante é que se aligeirem!
Verão que definitivamente será muito mais fácil do que supõem. Bastam poucas coisas para que possam ter acesso à vossa verdadeira realidade. Demasiadas preocupações, demasiados desassossegos, demasiados sofrimentos, sejam eles quais forem, são freios.
Então, para poderem libertar-se de todos esses freios, tentem fazer a viagem no interior de vós mesmos com a vossa “mãe” alma, e o vosso “pai”, a vossa própria Divindade. Ela saberá guiar-vos e libertar-vos de certas correntes que estão ainda bem presentes e sentir-se-ão com muita paz e serenidade!
Para muitos de vocês, o trabalho começou. Como se podem dar conta que esse trabalho de libertação começou? Pelas dificuldades da vida, pelos estados emocionais um pouco caóticos, por uma vontade importante de mudar de vida, por pequenos momentos de incompreensão do que são, mesmo por pequenos momentos de depressão, embora essa palavra não seja correcta.
Navegam entre momentos durante os quais se sentirão maravilhosamente bem no vosso interior, como pequenos momentos de graça, e no mesmo dia momentos em que será como se todo o peso do mundo esmagasse os vossos ombros.
Ainda há outros sintomas que assinalam essas grandes mudanças, já vos falámos sobre isso, nomeadamente dores, mas não vale mais a pena falarmos disso. Agora, queremos dizer-vos que tudo vos é oferecido.
Tentem levar a vossa vida material, social e afectiva com mais sabedoria, Amor, compreensão, aceitação e desapego.
Quanto mais reencontrarem as outras duas partes de vós mesmos, mais fácil será. O que hoje pode parecer-vos inacessível, parecer-vos-á infantil.»
Eles dizem-me:
«Na altura das vossas meditações e do vosso trabalho espiritual que fazem na vossa casa, não esqueçam que estão além do que se apercebem, que é uma parte ínfima da vossa realidade.»

Pode reproduzir o texto seguinte e dar cópia dele sob a seguinte condição:
  • que não seja cortado
  • que o seu conteúdo não seja modificado
  • que faça referência ao nosso site http://ducielalaterre.org
  • que o nome de Monique Mathieu seja mencionado

Sem comentários:

Enviar um comentário