O tempo escasseia...


O tempo escasseia…. Cientistas, ”profetas”, falam do fim dos tempos ou melhor dizer o fim de uma civilização. Já entramos no novo ciclo e na nova era, a era de Aquário.

Nestes tempos conturbados, de grandes mudanças a nível da humanidade, a nível do planeta, a nível das consciências, precisamos mudar o nosso nível de ser, o nosso nível de vibração.

Para que isso aconteça precisamos efectuar uma transformação interior, trabalhar sobre nós mesmos. É necessário mudar a nossa forma de pensar, de agir, de falar. Tomar continuamente consciência das nossas dúvidas, medos, sofrimentos, tristezas, a nossa falta de fé e confiança em nós-mesmo.

Esse trabalho deve ser constante com a ajuda da força de vontade, da coragem, da persistência para nos transformar, criando e cultivando a paz, a alegria, a sabedoria, a harmonia, o Amor, com a consciência do nosso sol interior.

Neste blogg podem encontrar alguma orientação. Mas o site http://www.ducielalaterre.org/ é muito mais completo.

Anna Carolina

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Lição de Sabedoria nº67

 
«Desejamos falar-vos de uma coisa muito importante, é da relação que podem ter com vós mesmos, da tomada de consciência do Divino em vocês e do que realmente são.
Durante inúmeros anos estivemos no exterior de vós, não podíamos fazer de outra maneira, era preciso despertar-vos, guiar-vos, ensinar-vos. Agora chegou o momento de trabalharem mais a vossa realidade, isto quer dizer não separar mais o Divino do Humano, fazer a unidade entre as duas partes de vós.
Pouco a pouco, o despertar do Divino em vocês, do Eu Sou, dessa parte Divina tão maravilhosa e cheia de Amor manifestar-se-á. Ela não despertará necessariamente graças à vossa consciência humana, ela despertará porque é o momento, no entanto devem absolutamente ajudá-la a despertar cada dia mais e ajudar-vos a fazer a conexão, a unidade.
Durante milhares de anos os homens procuraram o Amor, a unidade e a complementaridade no exterior deles, porque era muito mais fácil do que irem ao mais fundo do seu ser para encontrarem os tesouros que aí se encontram.
Agora chegou o momento de crescerem, de fazerem realmente a unidade com vós mesmos, de solicitarem, no diálogo permanente ou pelo menos bastante frequente, essa outra parte de vós que só tem um desejo, o de vos ajudar nessa transformação, nessa transmutação, e sobretudo de vos preparar para a transição. O seu papel vai tornar-se cada vez mais eficaz e permanente, senti-lo-ão cada vez mais. Permanente, ele está sempre, essa parte Divina está sempre presente em vocês, mas está coberta por vários véus postos pela vossa consciência humana e o vosso ego.
Agora tudo deve mudar! Não poderíamos ter este discurso há um ou dois anos porque não estariam prontos; actualmente preparam-se cada vez mais para acolherem essa nova parte de vós mesmos, essa nova Luz, esse imenso amor que está em vocês.
Antes que isso possa ser totalmente eficaz, é preciso que façam um grande trabalho de limpeza. Devem “esvaziar completamente as vossas malas” com o que não for útil e que não o é mais. É preciso que despertem para uma outra consciência, é preciso que compreendam qual é a meta a atingir.
Podemos assegurar-vos que estaremos sempre presentes porque a unidade com o Divino não acontecerá num dia ou dois. Isso pedirá um certo tempo porque foram separados dessa parte de vós mesmos, isto quer dizer, do essencial, há numerosas encarnações.
A partir do momento em que conseguirem fazer essa conexão, mesmo que deva durar apenas um instante, é com Deus que se devem fusionar; conseguirão reconhecer, sentir Deus em qualquer vida, poderão assim adquirir uma nova consciência e ter um novo olhar sobre tudo o que vos rodeia.
Para poderem chegar a Deus, é preciso que possam chegar à vossa própria Divindade. É muito importante! Mesmo que hoje compreendam essas palavras só intelectualmente, mesmo que não possam integrá-las, trabalhem de forma a poderem compreendê-las e integrá-las totalmente amanhã!
Para vos facilitar o trabalho, podem dar um nome “nobre” a essa outra parte de vós mesmos. Podem chamar-lhe “Luz”, “ Amor”, “Alegria” ou “Beleza”. Talvez isso vos ajude a se conectarem. Podem simplesmente chamá-la “Eu sou”.
Cada um deve encontrar a fórmula que melhor lhe convém! O que é extremamente importante é aprenderem a descobrir em vós mesmos os imensos tesouros que aí se encontram. É essencial não procurá-los no exterior ou esperar sempre mais do já possuem.
Quando estiverem completos, que tenham feito a unidade com vós mesmos, não sentirão mais a falta de Amor, não esperarão mais Amor seja de quem for: não só receberão o Amor de todos aqueles que vos rodeiam mas serão capaz de dar um Amor imenso, um Amor de que não suspeitam ainda. Não só não ficarão separados de ninguém como serão unidos a qualquer vida.
Claro, isso não é para amanhã mas devem começar o processo de transformação que é muito importante.»


Pode reproduzir o texto seguinte e dar cópia dele sob a seguinte condição:
  • que não seja cortado
  • que o seu conteúdo não seja modificado
  • que faça referência ao nosso site http://ducielalaterre.org
  • que o nome de Monique Mathieu seja mencionado

Sem comentários:

Enviar um comentário