O tempo escasseia...


O tempo escasseia…. Cientistas, ”profetas”, falam do fim dos tempos ou melhor dizer o fim de uma civilização. Já entramos no novo ciclo e na nova era, a era de Aquário.

Nestes tempos conturbados, de grandes mudanças a nível da humanidade, a nível do planeta, a nível das consciências, precisamos mudar o nosso nível de ser, o nosso nível de vibração.

Para que isso aconteça precisamos efectuar uma transformação interior, trabalhar sobre nós mesmos. É necessário mudar a nossa forma de pensar, de agir, de falar. Tomar continuamente consciência das nossas dúvidas, medos, sofrimentos, tristezas, a nossa falta de fé e confiança em nós-mesmo.

Esse trabalho deve ser constante com a ajuda da força de vontade, da coragem, da persistência para nos transformar, criando e cultivando a paz, a alegria, a sabedoria, a harmonia, o Amor, com a consciência do nosso sol interior.

Neste blogg podem encontrar alguma orientação. Mas o site http://www.ducielalaterre.org/ é muito mais completo.

Anna Carolina

terça-feira, 2 de junho de 2015

A mais bela lição

 

«Filhos da Terra, neste momento muitos Trabalhadores de Luz estão muito transtornados, muito agitados. Aqueles que são sensitivos ou aqueles que têm um grande coração, um coração puro, estão permanentemente firmes nos dois planos porque devem começar a se realizar no plano superior, no plano da quarta dimensão e mesmo da quinta dimensão. Eles devem começar a realizar-se na sua consciência e no seu coração; depois quando começarem a realizar-se bem no que se tornam e nessa nova consciência, nessa nova energia, nesse novo Amor, até o seu corpo de transformará, será muito mais harmonioso. Pouco importa o corpo de momento, porque é o que os humanos veem deles mesmos e dos outros.
A transformação profunda, a que não veem, seja a vossa ou a dos outros; a transformação profunda está muitas vezes assimilada a um Amor imenso que começa a expressar-se em cada um de vocês e que nem sempre conseguem reconhecer, porque por vezes o Amor dói. O Amor dói quando é mal compreendido e mal percebido. Antes de ser um sentimento, é uma energia, uma vibração.
Como podemos fazer crescer um ser no Amor, se não for polindo-o como um diamante! Claro, isso cria sofrimento. Para que uma pedra preciosa seja absolutamente maravilhosa com pureza e beleza, ela deve ser polida. Se a pedra preciosa pudesse sofrer, esse polimento fá-la-ia sofrer bastante. É igual para os seres humanos, sobretudo aqueles que possuem um conhecimento anterior muito importante, uma programação preestabelecida ou uma missão. Tudo o que for impuro, tudo o que for escória deve ser polido em cada um de vocês.
Se se observarem a viver, dar-se- ão conta que têm estados de alma, e mesmo sofrimentos que não tinham há alguns meses. Esses estados de alma novos que criam sofrimento, (vamos dizer que, de certa forma é bom sinal) vêm do polimento do que são e do Amor que está em vocês e que transmitem. Tudo isso cumpre-se de forma diferente nuns e noutros.
Apenas na Terra o Amor pode fazer sofrer. Mesmo que na Terra faça sofrer, ele também pode permitir compreender, crescer, desbrochar e oferecer. O Amor deve ser oferecido em permanência, e a partir do momento em que o derem a alguém, não devem mais retirá-lo, foi adquirido.
Quando conseguirem compreender que o Amor é igualmente uma dádiva de si, o polimento interior que permite crescer em consciência nesse Amor, acontecerá com menos dificuldade, menos sofrimento.
Para cada um de vocês, nem sempre é fácil compreender os vossos próprios sentimentos e as vossas próprias emoções. O reflexo de um ser humano, é de conter tudo isso, de não deixar fluir as suas emoções e não amar se não recebe Amor em troca ou se tiver impressão que o ser que ama não o merece.
É preciso amar, mesmo que tenham a impressão que esta ou aquela pessoa não merece que vocês o amem! É preciso continuar a amá-la, mesmo que por vezes esse Amor possa criar-vos sofrimento, revolta, ou criar incompreensão em relação a vós mesmos.
O Amor é a chave! O Amor é igualmente a Luz que se abre na vossa consciência. O amor é igualmente a Luz que vos permite ver além do que são, de perceberem o que se tornam pouco a pouco, ao longo dos dias .
O Amor é igualmente uma Energia de transformação, energia que, progressivamente, dia após dia, vos leva para a dimensão superior.
O Amor também é a Energia que vos permite irem para o vosso próprio topo, para o Ser de Luz que são. Não se esqueçam disso!
Então. Se por vezes o Amor vos cria sofrimento, se por vezes, antes de ficar polido, o vosso diamante interior cria revolta, pensem que é realmente uma dádiva que a vossa Parte Divina vos oferece, e também um presente que nós vos damos para vos permitir compreenderem melhor, avançarem melhor e não estarem mais, pelo menos estarem o menos possível na ilusão do Amor.
Os seres humanos estão muitas vezes na ilusão do Amor porque querem amar, porque isso faz parte da vida, porque o Amor está profundamente ancorado em cada um deles, porque o Amor é o que mais conta para eles. O Amor é sagrado, o Amor é o que vos permite remontar pouco a pouco à Fonte, para o que são na realidade. O amor deve ser parcialmente tomado em consideração com todas as suas facetas, pouco importa se houver facetas do Amor que não vos convenham ou que vos façam sofrer um pouco. É preciso haver uma superação no Amor, não se deve julgar, é preciso oferecê-lo.
Por vezes, claro, quando estão um pouco no sofrimento do Amor a na dualidade por razões diversas, como uma relação difícil com os vossos próximos, com os vossos filhos, com o vosso conjugue, tentem pedir ajuda ao Ser de Luz que são para que possa fazer descer essa Luz, essa energia tão preciosa na vossa humanidade, o que vos permitirá todas as ultrapassagens.
Quantas vezes vos falamo do Amor? Centenas de vezes, e voltaremos a falar muito mais, porque em cada ser humano vindo para este mundo, aquele que ainda estiver na luz não iluminada como aquele que está ao serviço da Luz, fica essa partícula de Amor tão poderosa, tão real, tão importante! Conforme a vida e a vossa revolta, nem sempre se apercebem dessa partícula de Amor, no entanto é mais que preciosa.
Se não tivessem Amor, se não houvesse essa energia, essa vibração, não poderiam viver, porque é o Amor que vos dá a vida, porque é o Amor que vos permite evoluírem, porque é pelo Amor que podem compreender.
Para vocês, Filhos da Terra, o Amor está demasiadas vezes ligado ao afecto, ao sentimento. Claro é necessário, na encarnação presente, ligar o Amor ao afectivo, ao sentimento, porque se assim não fosse a vossa vida seria realmente demasiado difícil. Mesmo os seres que estão quase realizados (porque têm uma consciência muito elevada) amam, e podem, durante as suas encarnações, sofrer por Amor.
Quando vestem o vosso veículo de manifestação, as suas vibrações são “pesadas”. No entanto no seu interior encontra-se um tesouro, e é preciso que a energia do vosso veículo não abafe o tesouro, a Luz, a ligeireza, o poder, a beleza e a força desse imenso Amor. É preciso que possam deixá-lo fluir em permanência no vosso corpo, na vossa alma, em tudo o que são. É igualmente preciso que possam deixá-lo correr livremente de vós, pelo menos por pequenas partes, para que se possa derramar sobre tudo o que vos rodeia.
Filhos da Terra, a mais bela lição que gostaríamos de ensinar-vos é a lição do Amor, é fazer-vos compreender o poder inigualado dessa energia Amor, é fazer-vos compreender o poder que vos dá, em relação a vós mesmos, em relação à Luz, em relação à vida, essa energia Amor que se encontra no mais fundo de vós.
O que veem de vós mesmos? Uma aparência, uma ilusão! Se procurarem um pouco mais longe, o que se apercebem de vós mesmos? Os vossos pensamentos, os vossos sentimentos, as vossas emoções, e se puxarem um pouco mais longe a investigação no interior de vós mesmos, o que conseguem ver? A Luz e o Amor que inundam tudo o que são, a alegria profunda, a beleza, a serenidade e a harmonia. No entanto, para o perceberem, há etapas por ultrapassar, etapas que conhecem apenas relativamente.
Quando um dos vossos irmãos humanos está em frente de vocês, o que veem dele? Veem a imagem que ele vos dá dele mesmo e do seu veículo de manifestação. O que veem além desse veículo de manifestação? O que ele bem quer mostrar dele mesmo, pelo menos o que ele conhece ou crê conhecer dele mesmo, então o que ele vos mostra nesse momento pode agradar-vos ou não agradar-vos, e se não agrada, entram na apreciação. Como podem entrar na apreciação se o ser que está à vossa frente vos mostra o que não conhece dele mesmo? É sempre preciso ter indulgência por si mesmo como pelos outros!
A partir do momento em que se aperceberão realmente da vossa própria Luz, em que sentirem esse Amor vibrar em vocês e iluminar-vos do interior, não haverá mais sofrimento através do Amor, nem limitações no Amor, e nessa altura muitas dessas facetas revelar-se-ão a vós mesmos, compreenderão e pensarão: “é isso o Amor! O Amor é magnifico, o Amor não faz sofrer, o Amor permite-nos atingir topos inigualados, o Amor regenera o nosso corpo, o Amor só pode perceber o belo em si como naqueles que nos rodeiam” ! Ainda pensarão: “ isso é que é o Amor, aquilo pelo qual tanto ansiei, que procurei a minha vida toda e que estava aí! Não o via porque procurava uma coisa complicada enquanto o Amor não é complicado”.
Quando conseguirem descobrir essa Vibração, esse Amor, a vossa vida será maravilhosa. Todas as dificuldades existenciais cairão porque compreenderão. Compreenderão que o Amor aplana o caminho, que o Amor cria um tapete de rosas no qual poderão caminhar agradavelmente até ao fim da vossa vida.
Pensam que o Amor é complicado porque viveram relações mais ou menos conflituosas, porque tiveram a impressão que o outro não vos compreendeu ou vos compreendeu muito mal. Como querem que o outro vos compreenda se não se compreendem a vós mesmos? Como querem que o outro vos ame se vocês mesmo não se amam? Como querem que o outro veja a vossa própria Luz se vocês mesmos não a veem?
Filhos da Terra, as novas energias que se colocam no seu lugar têm igualmente como missão ajudar-vos a conhecerem melhor o Amor, a integrá-lo melhor, a restituí-lo melhor, a compreender melhor que definitivamente não são outra coisa que Amor, porque todas as vibrações do vosso corpo são Amor, e que os pensamentos leves, suteis, os pensamentos que vos elevam para alto topos, são igualmente Amor.
O despertar é importante para cada um de vocês, e todos os meios são bons para vos despertar, para vos despertar mais.
Os seres humanos são complicados nas suas relações! Os seres humanos são complicados no Amor que podem, que querem ou não querem oferecer! Mesmo aqueles que querem oferecer, por vezes oferecem mal. Porquê oferecem mal esse Amor? Porque não o conhecem, simplesmente, porque ainda estão na meia medida. Estar na meia medida é estar numa certa ilusão do que pode representar realmente o Amor.
Em breve, Filhos da Terra, Trabalhadores de Luz, irão aceder uma dimensão superior do que são. Assim, por causa dessa ascensão a uma nova consciência de vós mesmos, compreenderão melhor a Energia, a Vibração-Amor, oferecê-la-ão melhor, fá-la-ão crescer melhor em vocês e restitui-la-ão melhor.»
 

Pode reproduzir o texto seguinte e dar cópia dele sob a seguinte condição:
  • que não seja cortado
  • que o seu conteúdo não seja modificado
  • que faça referência ao nosso site http://ducielalaterre.org
  • que o nome de Monique Mathieu seja mencionado

Sem comentários:

Enviar um comentário