O tempo escasseia...


O tempo escasseia…. Cientistas, ”profetas”, falam do fim dos tempos ou melhor dizer o fim de uma civilização. Já entramos no novo ciclo e na nova era, a era de Aquário.

Nestes tempos conturbados, de grandes mudanças a nível da humanidade, a nível do planeta, a nível das consciências, precisamos mudar o nosso nível de ser, o nosso nível de vibração.

Para que isso aconteça precisamos efectuar uma transformação interior, trabalhar sobre nós mesmos. É necessário mudar a nossa forma de pensar, de agir, de falar. Tomar continuamente consciência das nossas dúvidas, medos, sofrimentos, tristezas, a nossa falta de fé e confiança em nós-mesmo.

Esse trabalho deve ser constante com a ajuda da força de vontade, da coragem, da persistência para nos transformar, criando e cultivando a paz, a alegria, a sabedoria, a harmonia, o Amor, com a consciência do nosso sol interior.

Neste blogg podem encontrar alguma orientação. Mas o site http://www.ducielalaterre.org/ é muito mais completo.

Anna Carolina

domingo, 22 de março de 2015

Lição de Sabedoria nº 52

Sinto a presença de Eleonora, a nossa irmã de Vénus. Ela está aí, junto de nós, magnífica, aureolada de Luz, acompanhada por um homem jovem mais pequeno que ela, com uma pureza e uma beleza indescritível e os seus olhos estão cheios de um Amor imenso. Ela diz-me:
«Estou feliz por vir falar-vos alguns instantes, poder manifestar-me junto de vocês, porque assim posso expressar o meu Amor assim como a essência do que sou e que desejaria transmitir-vos.
No nosso mundo, trabalhamos muito para a beleza, a perfeição e o Amor. Não vivemos num mundo de dualidade como o vosso. É muito importante para nós que manifestemos permanentemente a beleza em todos os nossos comportamentos para dar graças à Fonte.
O nosso planeta é absolutamente maravilhoso! Não é o planeta de terceira dimensão que veem mas um planeta de dimensão muito mais elevada. Agora posso projectar-me para a sexta ou sétima dimensão, mas isso não tem realidade para vocês. Digamos que alguns seres da nossa esfera podem trabalhar em dois ou três planos em função dos seus desejos. Faço parte daqueles que ensinam a beleza a perfeição.
Criamos e recriamos em permanência. Gostaria de vos transmitir um pouco essa beleza, essa pureza e esse Amor. Gostaria de poder transmitir-vos as maravilhosas cores que estão no nosso mundo e dizer-vos até que ponto a nossa natureza é bela! Ela é resplandecente de vida e de cores. Podemos comunicar por telepatia com ela e com tudo o que vive no nosso mundo. Não temos nenhum limite a esse nível.
Quero dizer-vos para trabalharem a perfeição em vocês. Tentem fazer o melhor possível, tudo o que fazem no dia-a-dia, tentem fazer como se o oferecessem à Fonte. Não é preciso pintar quadros maravilhosos! Cada acto da vossa vida pode ser aperfeiçoado! Não vos peço, como dizem na Terra, para “se perderem com pormenores”, simplesmente explico-vos que a perfeição se situa no Amor, no coração na dádiva. Devem fazer o melhor possível em qualquer acto da vossa vida, na consciência do Amor, da dádiva, da perfeição. Que durante o vosso dia, cada criação seja um quadro que oferecem ao Pai! Quando preparam ou mesmo quando tomam uma refeição, façam-no com consciência!
Quando conversam com os vossos amigos, a vossa família, ou mesmo com seres que não conhecem, dêem sempre o que existe de mais belo em vocês, ofereçam a vossa perfeição, a vossa beleza, o vosso Amor através de uma palavra, de um sorriso. Ofereçam também a vossa própria perfeição, a vossa própria beleza! Aprendam a criar da melhor forma! É um estado se ser, um estado de consciência.
Para criar, não preciso mais de ferramentas semelhantes àquelas que vocês utilizam na Terra. Toda a criação faz-se com o espírito! No entanto posso densificar a minha criação na matéria. O espírito não tem nenhum limite enquanto as vossas ferramentas terrestres têm.
Podem começar a exercitar-vos para criarem pelo espírito. Imaginem cenas de vida maravilhosa, imaginem as relações que poderiam ter com aqueles que vos rodeiam, a forma como desejariam arranjar a vossa casa, como gostariam de vestir-se, como gostariam de compor um magnífico ramo de flores.
Existem mil e uma formas de criar pelo espírito! No entanto é preciso criar no Amor, na Beleza. Em vez de criarem em permanência pensamentos muitas vezes destruidores, criem em permanência pensamentos que elevam, paisagens magníficas, criem simplesmente a Beleza e o Amor em permanência.
Se pudessem ver o nosso mundo, nem que fosse apenas por um segundo, ficariam maravilhados! Acham o vosso mundo muito belo. É de facto maravilhoso pela sua diversidade, mas a beleza é universal. Cada esfera irradia uma beleza perfeitamente particular, a beleza da quarta, da quinta ou da sexta dimensão corresponde à percepção que podemos ter. Os vossos olhos de terceira dimensão restituem uma espécie de beleza das formas, das cores. Se conseguissem ter uma visão mais universal, perceberiam mil vezes mais coisas.
Até no vosso mundo de terceira dimensão, se tivessem uma visão muito mais global, perceberiam cores, formas, e mesmo formas de vida! Estão limitados à vossa percepção, sejam elas auditivas ou visuais. No vosso mundo, somos relativamente ilimitados. Digo relativamente porque, tal como vocês, evoluímos em permanência, e as criações que fizemos há umas centenas ou milhares de anos são diferentes daquelas que fazemos actualmente. Será igual para vocês.»

Pode reproduzir o texto seguinte e dar cópia dele sob a seguinte condição:
  • que não seja cortado
  • que o seu conteúdo não seja modificado
  • que faça referência ao nosso site http://ducielalaterre.org
  • que o nome de Monique Mathieu seja mencionado

Sem comentários:

Enviar um comentário