O tempo escasseia...


O tempo escasseia…. Cientistas, ”profetas”, falam do fim dos tempos ou melhor dizer o fim de uma civilização. Já entramos no novo ciclo e na nova era, a era de Aquário.

Nestes tempos conturbados, de grandes mudanças a nível da humanidade, a nível do planeta, a nível das consciências, precisamos mudar o nosso nível de ser, o nosso nível de vibração.

Para que isso aconteça precisamos efectuar uma transformação interior, trabalhar sobre nós mesmos. É necessário mudar a nossa forma de pensar, de agir, de falar. Tomar continuamente consciência das nossas dúvidas, medos, sofrimentos, tristezas, a nossa falta de fé e confiança em nós-mesmo.

Esse trabalho deve ser constante com a ajuda da força de vontade, da coragem, da persistência para nos transformar, criando e cultivando a paz, a alegria, a sabedoria, a harmonia, o Amor, com a consciência do nosso sol interior.

Neste blogg podem encontrar alguma orientação. Mas o site http://www.ducielalaterre.org/ é muito mais completo.

Anna Carolina

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Um teste importante e conseguido

  Canalização de 17/01/2015

«Desejamo-vos mais que um muito belo ano de 2015 !
Como será este novo ano? Será portador de muitos eventos, será portador de muitos ensinamentos, será portador de muitas revelações. Não diremos que são bons ou maus, pois afinal não serviria para grande coisa! Tudo o que viverão e que o mundo viverá faz parte não só da programação de cada pessoa mas também da programação do mundo.
Há muitos numerosos anos, dissemos ao nosso transmissor que era impossível construir algo de belo, puro, sólido, em areias movediças. A vossa civilização actual está construída sobre areias movediças. Tudo deve ser restruturado!
Se fossemos humanos diríamos: os humanos são irresponsáveis, não têm consciência do que são, não têm consciência do que fazem, não só à eles mesmos mas também aos outros, não têm consciência do que fazem à sua Mãe Terra, essa jóia, essa magnífica pequena esfera!
Porque não têm consciência disso? Há mil e uma razões! Uma delas é a diferença de consciência que é em função dos países, das religiões e das almas, sejam elas jovens ou muito antigas. Actualmente, no vosso planeta, existe uma mistura impressionante de diferenças de consciências, de diferenças de níveis espirituais, de diferenças de almas.
Foi de prepósito porque, na lógica, o irmão maior (nós, vocês) leva sempre pela mão o irmão menor para ajudá-lo a subir os degraus. Ele ajuda a compreender, à sua maneira, claro! Existe sempre um irmão maior para levar pela mão o irmão menor ou uma grande alma que leva pela mão uma alma mais pequena para a fazer evoluir, para lhe fazer compreender. É o que fazemos à nossa maneira, mas vocês não se dão conta!
Compreendemos a impaciência dos humanos! Eles querem simplesmente que, com um golpe de varinha mágica, o mundo mude, que não haja mais violência, que tudo esteja perfeito, que de um dia para o outro a humanidade possa viver na fraternidade, na alegria, na serenidade e no Amor.
Claro, também nós o desejamos para vocês, e ainda muito mais do que imaginam, no entanto há passagens obrigatórias, e neste momento estão numa passagem muito estreita que devem atravessar. Então como atravessar uma passagem muito estreita na qual se arriscam de cair à direita, à esquerda, em frente, atrás? Não existe outra solução senão segurarem-se pelas mãos, fazerem uma cadeia para segurarem aquele que, por fraqueza, possa cair?
A solidariedade humana existe! De certa forma, provaram-no, mas queremos pedir-vos o seguinte. O que aconteceu durante o dia de 11 de Janeiro? Porquê, de uma só vez, esse impulso de fraternidade que não foi decidido, nem programado com antecedência?
De facto, os planos de Luz fizeram um teste, um teste importante e conseguido! Como podem os planos de Luz fazer um teste? Vamos dizer-vos de que forma: eles enviaram vibrações que atingiram a consciência dos humanos para ver se eram capazes, de uma só vez, de se elevarem, de despertarem.
Claro, a atrocidade que aconteceu talvez os tenha estimulado, mas havia bem outra coisa, porque já houve atrocidades desse género em outras partes do mundo e os seres humanos não se levantaram, não deram as mãos!
Uma vibração foi “colocada”, e continuará a existir porque assim deve ser! De certa forma, preparamos a humanidade para esse novo despertar, e estamos felizes por uma grande quantidade de seres ter respondido a esse impulso emanando dos planos de Luz.
Imaginem que, de uma só vez, são induzidos, como por telepatia, a cumprir qualquer coisa de maravilhoso! É um pouco o que foi criado nesse dia: uma indução telepática. Infelizmente, também pode haver induções mentais que levam os seres para o caos, mas para nós, os vossos irmãos de Luz, foi reconfortante darmo-nos conta que o ser humano está acima do que pensa.
Pedimo-vos para manterem esse impulso, essa fraternidade, pedimo-vos para não olharem ou mesmo tentarem compreender o que acontece e acontecerá depois. Saibam simplesmente que o que de certa forma cumprimos pode cumprir-se de novo. É promissor para nós e para vocês!
Sabemos quanto os planos de Luz podem estar activos e quantos seres humanos podem percebê-los, recebê-los! Se desejam um novo mundo em que possam viver em paz, um mundo em que poderão viver na fraternidade e na alegria, é preciso que eliminem todas as diferenças, as diferenças de etnias e mesmo as diferenças de religiões.
Se estiverem no não-respeito, não existe avanço!
Claro, tornaremos a fazer o que realizámos neste mês de Janeiro! Tonaremos a fazê-lo porque será necessário dar impulsos mentais, porque será necessário dar impulsos espirituais.
Se escutaram, deram-se conta que à vossa volta os seres falavam com uma linguagem um pouco espiritual. Eles reencontraram-se, sentiram-se irmãos, sentiram-se unidos! A única coisa a recordar não é a atrocidade, é a beleza dessa unidade entre os seres.
Infelizmente, vivem ainda num mundo de conflitos, um mundo de poder, um mundo onde os seres humanos não encontram o seu lugar. Claro, vocês têm o direito de nos censurar por dizermos sempre a mesma coisa, vocês têm o direito de se cansar, até têm o direito de mudar de caminho, irem por caminhos onde terão a impressão de avançar mais depressa! O caminho por vezes é longo!
Mesmo assim devem saber que o trabalho de escuta, integração de energias, de elevação vibratória que vos levamos a fazer foi aprendido em tempos muito antigos por minorias que faziam parte das Escolas de Sabedoria e que eram formados para integrar e compreender.
A vossa época é abençoada (pois não devem ver o feio, o sofrimento e a violência, é preciso ver tudo o que isso vos traz como conhecimento, sabedoria, harmonia e Amor) essa Escola de Sabedoria e Amor que é oferecida à humanidade.
É um presente que damos aos seres humanos que querem interessar-se por isso, é um presente que damos através dos transmissores tal como aquela que vos fala. Há muitos outros, o único problema, é que quando formamos um transmissor, muitas vezes não pode ir até ao fim da sua missão porque está agarrado à matéria, ao dinheiro, ao poder, e se não for suficientemente sábio não pode ir até o fim da sua missão.
O nosso transmissor também tem os seus momentos de impaciência e gostaria igualmente que isto avançasse mais depressa, mas é preciso dar tempo ao tempo! É preciso tempo para que uma criança se torne um homem! Primeiro é um bebé, depois um jovem, depois um adulto! No domínio espiritual é igual!
Somos obrigados a continuar a repetir as mesmas coisas, pelo menos coisas semelhantes e perguntamo-vos: compreenderam? Compreenderam o que dissemos há trinta anos, por vezes com palavras diferentes mas sobretudo com uma energia diferente? Vocês aplicam a décima parte do que ensinamos? Em vez de ficarem impacientes, questionem-se?
Tudo depende só de vocês! Se desejarem realmente ser felizes, poderão ser felizes, porque gerarão uma vibração de felicidade. Se desejarem crescer no Amor, crescerão no Amor porque os vossos pensamentos criarão essa Vibração, essa Energia Amor.»

Pode reproduzir o texto seguinte e dar cópia dele sob a seguinte condição:
  • que não seja cortado
  • que o seu conteúdo não seja modificado
  • que faça referência ao nosso site http://ducielalaterre.org
  • que o nome de Monique Mathieu seja mencionado

Sem comentários:

Enviar um comentário