O tempo escasseia...


O tempo escasseia…. Cientistas, ”profetas”, falam do fim dos tempos ou melhor dizer o fim de uma civilização. Já entramos no novo ciclo e na nova era, a era de Aquário.

Nestes tempos conturbados, de grandes mudanças a nível da humanidade, a nível do planeta, a nível das consciências, precisamos mudar o nosso nível de ser, o nosso nível de vibração.

Para que isso aconteça precisamos efectuar uma transformação interior, trabalhar sobre nós mesmos. É necessário mudar a nossa forma de pensar, de agir, de falar. Tomar continuamente consciência das nossas dúvidas, medos, sofrimentos, tristezas, a nossa falta de fé e confiança em nós-mesmo.

Esse trabalho deve ser constante com a ajuda da força de vontade, da coragem, da persistência para nos transformar, criando e cultivando a paz, a alegria, a sabedoria, a harmonia, o Amor, com a consciência do nosso sol interior.

Neste blogg podem encontrar alguma orientação. Mas o site http://www.ducielalaterre.org/ é muito mais completo.

Anna Carolina

quinta-feira, 5 de março de 2015

O Amor é inesgotavel

 
Canalização de 14/02/2015

«Tudo se vai acelerar no interior de vocês. Véus ser-vos-ão retirados progressivamente, uma nova Luz brilhará no vosso coração e na vossa consciência. Repetimo-lo pois é importante, antes que isso aconteça, é absolutamente necessário que se aligeirem de tudo o que não for útil.
 
Se guardarem no fundo de vocês sofrimento, ressentimento e não-perdão, a vossa evolução será muito mais difícil, e a passagem tão esperada a uma vibração muito mais elevada, a uma dimensão muito mais elevada, acontecerá com muito mais lentidão e dificuldade.

Veem do vosso mundo apenas o que é luz muito pouco iluminada; veem de vós mesmos apenas o que vibra em terceira dimensão. Pouco a pouco, com os vossos sucessivos despertares de consciência e a vossa elevação vibratória, aperceberão o que não era perceptível à vossa consciência e aos vossos olhos. Aperceberão a vossa própria Luz, aperceberão a vossa Luz exterior. (quando falamos da vossa própria Luz e da luz exterior, isto não quer dizer que veem a Luz em vocês e o exterior de vocês, isto quer dizer que de certa forma apercebem-se da frequência vibratória da Luz).

A vossa própria frequência vibratória vai mudar, o vosso ADN está a mudar de forma muito consequente, o que não quer dizer que vão recuperar os vossos filamentos de ADN que faltam, mas a vossa frequência vibratória e o vosso nível de consciência que se eleva cada vez mais farão com que se agarrem a outras espirais que, de momento, ainda não estão acessíveis ao ser humano que são actualmente.

Terão muito ajuda. Ajudamo-vos e dar-vos-emos ainda muito mais, mas esperamos também da vossa parte um investimento, uma maior confiança em vocês, na vida, nas experiências. Pedimo-vos também, e fazemo-lo a cada vez porque é importante, para manifestarem o Amor o mais possível.

O Amor! Grande tema, tema inesgotável, porque por si mesmo o Amor é inesgotável. Assim que descobrem uma faceta, uma outra se vos apresenta. Assim que conhecem um Amor, um outro se vos apresenta. Não falamos de amor por um companheiro ou uma companheira ou de amor relacional, falamos de um Amor que não é necessariamente visto pelos seres humanos mas que é profundamente sentido a nível da sua vibração e por vezes mesmo a nível da consciência. Vocês, humanos, mesmo que vivam por vezes esse Amor, não o reconhecem! Procuram sempre algo que está aí e que manifestam mesmo sem se dar conta disso!

No amor dos seres humanos existe muita ilusão, confusão; não é realmente fácil compreender o que é o Amor, porque para vocês o Amor aplica-se ao que conhecem, isto quer dizer, aos sentimentos, às relações, à amizade, enquanto para nós que vivemos nos planos de Luz, o Amor está unicamente orientado numa vibração, um som magnífico, uma Luz deslumbrante, uma Energia que enche em permanência.

De modo diferente de vocês, não somos seres materiais, e os vossos irmãos galácticos que por vezes comunicam com vocês são, de certa forma, seres materiais que vibram numa frequência vibratória totalmente diferente da vossa, e eles são uma concepção do Amor muito diferente da dos humanos do planeta Terra.
 
Enquanto não aceitarem as diferenças, enquanto estiverem na não-aceitação do outro, enquanto estiverem na possessividade, enquanto estiverem no não-perdão, o Amor escapar-se-á de vocês. Terão a impressão de vivê-lo, mas ele escapar-se-á de vocês.

A partir do momento em que se erguerem em planos de consciência diferentes, a partir do momento em que fizerem o esforço de se desapegarem de tudo o que vos trava, de tudo o que vos mantem no chão, a partir do momento em que aceitarem totalmente ver-se tal como são, progredirão consideravelmente no Amor e conhecerão outras formas de amar.»
 

Pode reproduzir o texto seguinte e dar cópia dele sob a seguinte condição:
  • que não seja cortado
  • que o seu conteúdo não seja modificado
  • que faça referência ao nosso site http://ducielalaterre.org
  • que o nome de Monique Mathieu seja mencionado

Sem comentários:

Enviar um comentário