O tempo escasseia...


O tempo escasseia…. Cientistas, ”profetas”, falam do fim dos tempos ou melhor dizer o fim de uma civilização. Já entramos no novo ciclo e na nova era, a era de Aquário.

Nestes tempos conturbados, de grandes mudanças a nível da humanidade, a nível do planeta, a nível das consciências, precisamos mudar o nosso nível de ser, o nosso nível de vibração.

Para que isso aconteça precisamos efectuar uma transformação interior, trabalhar sobre nós mesmos. É necessário mudar a nossa forma de pensar, de agir, de falar. Tomar continuamente consciência das nossas dúvidas, medos, sofrimentos, tristezas, a nossa falta de fé e confiança em nós-mesmo.

Esse trabalho deve ser constante com a ajuda da força de vontade, da coragem, da persistência para nos transformar, criando e cultivando a paz, a alegria, a sabedoria, a harmonia, o Amor, com a consciência do nosso sol interior.

Neste blogg podem encontrar alguma orientação. Mas o site http://www.ducielalaterre.org/ é muito mais completo.

Anna Carolina

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

A lei de acção-reacção



Parece que na altura da sua concepção, cada individuo recebe uma herança. A sua família e as suas relações seguem-no de geração em geração e de encarnação em encarnação. Por vezes, tenho o sentimento de ser o meu próprio antepassado. É possível?

«Sim! Totalmente! Não devem esquecer que encarnam muitas vezes nos mesmos meios, falaremos mesmo de grupos de almas. Assim é perfeitamente lógico que possam ser o vosso bisavô, trisavô, pois por vezes vêm terminar ou rectificar uma acção que teve incidências na vida dos vossos descendentes.

Vêm terminar com esta linhagem, essencialmente a nível do comportamento espiritual que podem ter nesta nova consciência. Vocês dizem que fazem parte de uma linhagem de experiências mais ou menos difíceis, mas nós dizemos que nessa linhagem vieram viver essas experiências várias vezes. Podem reencarnar muito rapidamente. Há vários anos, muitos seres mortos na altura da última guerra europeia reencarnaram.

Por vezes, quando há morte violenta, há reencarnação rápida; muitas vezes são responsáveis pelos vossos actos por várias vidas, e quando tiverem consciência disso, vêm cortar com essa responsabilidade que, de certa forma, transmitem aos vossos descendentes; no fim da corrida, acabam para terminá-la vocês mesmos.

Na realidade, aplicam sempre a lei de acção-reacção em várias vidas, em várias gerações. Essa lei aplica-se não se aplica apenas numa pequena parte insignificante de vida de oitenta, cem anos, mais ou menos! Ela pode aplicar-se numa multitude de vidas, isto é, podem viver as consequências nas existências longínquas, num futuro longínquo, de uma acção que cometeram numa existência. Vivem circunstâncias semelhantes para poderem aplicar essa lei de acção-reacção e terminar definitivamente com ela para que a vossa linhagem não tenha mais a possibilidade de ficar travada ou prejudicada. Essa linhagem muitas vezes é composta pelos mesmos seres vindo várias vezes encarnar no mesmo meio familiar.»

A lei de acção-reacção pode ser assimilada ao karma ou é diferente?

«A lei de acção-reacção é o Karma!

Abrimos um pequeno parêntese: na lei de acção-reacção também existe o karma positivo, existem todos os tesouros que acumulam e que vos poderão ajudar em futuras existências.

Isto também faz parte das Leis Divinas. Não podem conceber a lei de acção-reacção só através das coisas difíceis de viver, de karma inferior! Também se aplica ao “karma superior” que acumulam na vossa alma, o que vos deveria encorajar a avançarem ainda mais depressa, a não acumular o que não for positivo, e bem ao contrário a acumular tudo o que vos poderá ser útil numa próxima vida, neste mundo ou noutro.

A lei de acção-reacção pode seguir-vos noutros mundos! Terminarão noutros mundos o que não terminaram neste! Existe uma infinidade de mundos que vos permitem avançar e evoluir, claro, de forma diferente que na Terra. Se eles vos permitem acções semelhantes, não é forçamente necessário que encarnem neste mundo para cortar com a lei de acção-reacção.»

Pode reproduzir o texto seguinte e dar cópia dele sob a seguinte condição:
  • que não seja cortado
  • que o seu conteúdo não seja modificado
  • que faça referência ao nosso site http://ducielalaterre.org
  • que o nome de Monique Mathieu seja mencionado

Sem comentários:

Enviar um comentário