O tempo escasseia...


O tempo escasseia…. Cientistas, ”profetas”, falam do fim dos tempos ou melhor dizer o fim de uma civilização. Já entramos no novo ciclo e na nova era, a era de Aquário.

Nestes tempos conturbados, de grandes mudanças a nível da humanidade, a nível do planeta, a nível das consciências, precisamos mudar o nosso nível de ser, o nosso nível de vibração.

Para que isso aconteça precisamos efectuar uma transformação interior, trabalhar sobre nós mesmos. É necessário mudar a nossa forma de pensar, de agir, de falar. Tomar continuamente consciência das nossas dúvidas, medos, sofrimentos, tristezas, a nossa falta de fé e confiança em nós-mesmo.

Esse trabalho deve ser constante com a ajuda da força de vontade, da coragem, da persistência para nos transformar, criando e cultivando a paz, a alegria, a sabedoria, a harmonia, o Amor, com a consciência do nosso sol interior.

Neste blogg podem encontrar alguma orientação. Mas o site http://www.ducielalaterre.org/ é muito mais completo.

Anna Carolina

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Papel da região de Bugarach


Aqui, vivemos numa região um pouco particular. Pessoas do mundo inteiro são chamadas a ir ou mesmo a instalar-se aí. Qual é o sentido deste ajuntamento e qual é o papel desta região?

«Vocês conhecem o papel desta região!

Esta região é um vortex imenso! Porque são os seres atraídos para este lugar? Porque sentem intuitivamente ou espiritualmente que lhes pode trazer muito. Eles integram a energia de pureza e a energia de Amor.

Vocês não colocam a palavra “Amor” na energia que emana do Pico de Bugarach. Vocês dizem “é uma energia potente”, “sinto a energia”. Mas esta energia é o Amor.

Por que razão, no fim do ano de 2012, esse lugar foi conhecido no mundo inteiro? Claro, houve uma história um pouco rocambolesca no que lhe diz respeito, mas qual é a importância? Para esse lugar, foram atraídos seres puros e curiosos, mas qual é a importância? Todos os seres que foram para esse lugar levaram o que deviam levar, incluindo os jornalistas e polícias que vieram no final de 2012! Não partiram da mesma forma pois integraram qualquer coisa muito importante. Mesmo que não se dessem conta de imediato, houve transformações.

Diremos o seguinte para aqueles que têm a sorte de viver nesta região: Protejam-na! Como protegê-la? Tentando estar o mais puro possível, tentando crescer mais a cada dia na Sabedoria e no Amor. Tenham consciência que são todos pequenos Trabalhadores da Luz e que o vosso papel também é ajudar o mundo a despertar.

Vocês dão-se conta da vossa missão? Dão-se conta da sorte que têm em relação aos vossos irmãos que vivem nas cidades, nos países em guerra? Mas talvez tenham criado essa sorte? Talvez tenham deixado o conforto das cidades e o conforto da vossa terceira dimensão para ir viver neste lugar. Por vezes nem sabem porque vieram. Simplesmente vieram porque vos agrada! É muito além do que podem imaginar! Vocês são as ferramentas da transformação planetária.

Dito isto, e como dizem humanamente, não fiquem com muito ego! Fiquem antes na humildade, porque quando um ser trabalha para a Luz existe sempre, de certa forma, um preço a pagar. Essa palavra não é bela, quer simplesmente dizer que há uma obrigação de transformação na vida do ser que é um Trabalhador de Luz.

No entanto, agora existem em vários países seres que trabalham em grupo com o nosso ensinamento para servir a Luz. Mais uma vez dizemos: o nosso ensinamento não é necessariamente o mais adaptado para cada um de vocês. Oferecemos o que vos podemos oferecer, vocês é que entram ou não em sintonia com o que vos oferecemos.

Cada um tem o seu caminho próprio! A finalidade é traçar uma avenida imensa para que todos os seres caminhem nessa avenida, uma avenida de Luz, uma avenida de Amor, uma avenida de Fraternidade, pois se cada um tem o seu pequeno caminho podem-se perder, podem ir por caminhos travessos e perder tempo.

Então o que fazemos? Tentamos com muito Amor, mostrar-vos o caminho, mas, mais uma vez dizemos, se não for o vosso caminho, não liguem! Pelo contrário, e pouco importa o caminho usado, o único, o verdadeiro caminho é o caminho do Amor. Este corresponde a todos os seres, sejam eles quem forem, de qualquer religião ou filosofia. Naturalmente o caminho do Amor reúne todos os seres.

Há pouco, falámos de uma avenida imensa, e desejamos que todos os seres de todos os horizontes, de todas as religiões, de todas as filosofias se encontrem nessa avenida imensa para caminhar juntos e criar o mundo de amanhã, esse mundo maravilhoso que mostramos muitas vezes ao nosso canal.»

Pode reproduzir o texto seguinte e dar cópia dele sob a seguinte condição:
  • que não seja cortado
  • que o seu conteúdo não seja modificado
  • que faça referência ao nosso site http://ducielalaterre.org
  • que o nome de Monique Mathieu seja mencionado

Sem comentários:

Enviar um comentário